Cotações

Veja mais
ALGODÃO
Reais por arroba
14/06/2019
Cidade Compra
Nova Mutum R$ 85,51
Fonte: Imea
MILHO DISPONÍVEL
Reais por saca
14/06/2019
Cidade Compra
Tangará da Serra R$ 22,50
Fonte: Imea
BOI A VISTA
Reais por arroba
14/06/2019
Cidade Compra
Chapada dos Guimarães R$ 138,00
Fonte: Imea
SOJA DISPONÍVEL
Reais por saca
14/06/2019
Cidade Compra
Campos de Júlio R$ 65,50
Fonte: Imea

Opinião

Veja mais
Construindo cidades sustentáveis

Eduardo Chiletto

Construindo cidades sustentáveis

Estamos em plena 4ª Revolução Industrial, marcada pela convergência de tecnologias digitais, físicas e biológicas, por robôs integrados em sistemas ciberfísicos. A revolução tecnológica que está transformando a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Um momento de repensar as cidades como lugares para proteger e melhorar a vida das pessoas. No mês em que tanto se fala tanto em meio ambiente, é prioritário lembrar que somos parte desse meio

Santiago do Norte rumo a uma agrossociedade

José Luiz Tejon Megido

Santiago do Norte rumo a uma agrossociedade

Ao registrarmos histórias reais como a de Santiago do Norte, cidade localizada no norte de Mato Grosso, ficamos muito entusiasmados e tomados pelo que o genial autor Ariano Suassuna disse: “O otimista é um tolo. O pessimista, um chato. Bom mesmo é ser um realista esperançoso”. Conheci uma pessoa. Seu apelido é Caçula e seu nome é Odir José Nicolodi. Natural de Ibirubá, Rio Grande do Sul. Quando perguntei qual seu posto

Danos ambientais e a falta de compliance

Alberto Scaloppe

Danos ambientais e a falta de compliance

Junho, é um mês em que a sociedade organizada em todo o mundo coloca em seu radar os cuidados com o Meio Ambiente e um período também utilizado para promover a disseminação de informações capazes de gerar conscientização. Ainda assim, é cada vez mais necessário, que a sociedade compreenda a importância de zelar pelos nossos recursos naturais, sem falar que é indispensável para as empresas a criação de um setor destinado à responsabilidade socioambiental

Liberdade para o transporte coletivo em Cuiabá

Edegar Belz

Liberdade para o transporte coletivo em Cuiabá

Nesta última segunda-feira tivemos mais uma paralisação das empresas de ônibus da capital. Milhares de cuiabanos foram pegos de surpresa e não conseguiram chegar a tempo no trabalho. Empresas deixaram de abrir suas portas e consumidores deixaram de consumir, o que acarreta em um enorme prejuízo para todos. Mas qual é a origem deste recorrente problema? Explico: existem hoje apenas três empresas privadas que possuem concessão da prefeitura

Vídeos

Veja mais