Agricultura

Sexta-feira, 06 de Julho de 2018, 16:08

Tamanho do texto A - A+

MATO GROSSO

Pragas e doenças no algodão são discutidas pela BASF e TMG

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

A BASF e a Tropical Melhoramento e Genética (TMG) debateram em Mato Grosso com 267 produtores de algodão as melhores alternativas de manejo e controle de doenças na cultura. A discussão ocorreu durante o Giro Tecnológico promovido pelas multinacionais alemã e brasileira nos municípios de Sapezal, Nova Mutum e Campo Verde.

Sapezal, Nova Mutum e Campo Verde são importantes municípios mato-grossenses agrícolas de Mato Grosso, em especial na cultura do algodão.

Segundo o supervisor de Desenvolvimento de Mercado da TMG, Renan Santos, as projeções para a safra 2018/2019 de algodão indicam crescimento da área.

Durante o Giro Tecnológico os produtores conheceram portfólio da BASF e TMG e tiraram dúvidas sobre manejo eficiente de pragas, plantas daninhas e doenças do algodão.

"A rotação de princípios ativos e o uso de diferentes grupos químicos para o controle de doenças é a recomendação da BASF para que os agricultores tenham lavouras mais produtivas e rentáveis. Nosso objetivo com estes encontros é promover conteúdo que auxilie os produtores na longevidade dos negócios, por meio da troca de experiência e conteúdos entre os participantes", pontua o gerente de Marketing de Algodão da BASF, Luiz Fernando Straioto.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Preencha o formulário abaixo:

Leia mais sobre este assunto: