Agricultura

Terça-feira, 11 de Junho de 2019, 12:35

Tamanho do texto A - A+

OPÇÕES

Produção de gergelim é nova alternativa de 2ª safra em Mato Grosso

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Foto: Divulgação

gergelim

 

Canarana, município mato-grossense localizado na região do Vale do Araguaia, é responsável por 90% da produção brasileira de gergelim. Muito utilizado na gastronomia, em especial nos pães, o pequeno grão tem se tornado a principal alternativa para os agricultores para segunda safra após a colheita da soja na região do Vale do Araguaia.

São cerca de 65 mil hectares plantados de gergelim na região do Vale do Araguaia. Entre os produtores que viram na cultura uma nova alternativa para a segunda safra está Marcos da Rosa. Segundo ele, que planta pela primeira vez neste ciclo 2018/2019 a cultura, as condições climáticas e a procura pelo grão foram fatores importantes pela decisão em semear o gergelim.

“A região do Vale do Araguaia tem a característica de se encerrar o período de chuvas mais precocemente do que outras no estado, como por exemplo no nortão, com estas condições o milho como opção de segunda safra se torna uma cultura perigosa, pois o custo de produção é quase igual a produtividade, já o gergelim tem uma produção mais barata e com esta procura do mercado internacional viabiliza a cultura na região”, pontua Marcos da Rosa.

Agricultor e presidente do Sindicato Rural de Canarana, Alex Wisch, começou a plantar gergelim em 2012 juntamente com o pai. Conforme ele, a falta de conhecimento técnico na época sobre como cultivar o pequeno grão os levou a passar por alguns problemas que com o passar dos anos diminuiu. “Hoje eu costumo dizer para os vizinhos de fazenda que a soja é a nossa safrinha, nós plantamos primeiro a safrinha para depois plantar a safra, porque o gergelim está sendo a nossa safra principal hoje. Com o passar dos anos nós procuramos nos tecnificar, temos muita coisa para aprender ainda, mas já conseguimos excelentes resultados acima de mil quilos por hectare por colheita mecanizada”.

A realização de pesquisas também foram fatores que auxiliaram na evolução do cultivo do gergelim em Mato Grosso e no Brasil. Entre as cultivares hoje encontravas está a BRS Anahí, lançada recentemente pela Embrapa. “Uma das cultivares que tem despertado bastante interesse dos produtores da região é a BRS Anahí, cultivar de haste única com crescimento não ramificado, com uma produtividade em torno de 1.600 quilos por hectare, a coloração do grão é branca, muito aceita no mercado de panificação quanto para a exportação. A cultivar tem mostrado uma ótima adaptação em Canarana e maior produtividade em relação às demais variedades plantadas na região”, salienta a pesquisadora Embrapa, Nair Arriel.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei