Agricultura

Segunda-feira, 13 de Janeiro de 2020, 10:22

Tamanho do texto A - A+

nutrição vegetal

Produtores do Vale do Araguaia podem aumentar produtividade com nutrição complementar

Por: Assessoria de Imprensa Ubyfol

Tradicionalmente, as lavouras da região do Vale do Araguaia, em Mato Grosso, são carentes de alguns importantes nutrientes, entre eles: Enxofre, Manganês, Boro e Cobre. E para o produtor ter maior produtividade, é necessário muito mais que apenas adubar o solo. É fundamental realizar a nutrição complementar via folha.

De acordo com o engenheiro agrônomo e Representante Técnico de Vendas da Ubyfol, Aislan Chaves, as necessidades nutricionais são determinadas de acordo com o manejo de cada produtor. “Existem aqueles altamente tecnificados, que possuem a consciência que a utilização de produtos específicos agrega valor e produtividade, ao passo que ainda existem produtores na região que utilizam apenas o adubo de solo. É onde ocorrem às médias de produtividade baixas”, destaca o profissional.

Para essas demandas, a proposta da Ubyfol é promover o estímulo do desenvolvimento do sistema radicular, proporcionando maior tolerância aos estresses, e suprir a demanda por elementos essenciais na fase vegetativa, resultando em plantas mais fortes e saudáveis. É o que os visitantes da Dinetec 2020 poderão conferir de perto durante o evento desse ano em Canarana-MT, de 15 a 17 de janeiro.

A multinacional brasileira participa do evento pela quinta vez e exibirá o adjuvante Disperse Ultra e o enraizador Potamol através de dinâmicas interativas, como apresentações em Rizotron, além de campos demonstrativos de soja e milho com aplicação de diversas outras tecnologias do potfólio Ubyfol.

Perfil da região

Destaque na produção de grãos, o Vale do Araguaia configura-se como uma das regiões mais produtivas de Mato Grosso, com uma grande capacidade de crescimento e um imenso potencial econômico. É uma área com grandes produtores e altamente tecnológicos. “Existe ainda uma enorme quantidade de áreas que podem se tornar lavouras, pela substituição dos pastos degradados pelas mesmas. Região onde se concentra uma diversidade muito grande de produtores de pequenas a grandes áreas”, explica Chaves.

Destaques na feira

A Dinetec é a maior feira de agronegócios do Vale do Araguaia, que desponta como celeiro da produção agrícola. O evento já se configura como uma grande vitrine, onde diversos produtores acessam as novidades agropecuárias, principalmente as tecnologias aplicadas em campos demonstrativos. “Para a Ubyfol, é uma grande oportunidade para estreitar parcerias e fortalecer seu portfólio para soja, milho e algodão, desde o plantio até o fim do ciclo de cada cultura”, comenta o representante da empresa.

Os agricultores que passarem pelo estande da Ubyfol poderão conhecer mais sobre o Disperse Ultra, um adjuvante base água de alta performance. Ele é composto por moléculas exclusivas de origem orgânica e biodegradáveis, além de apresentar alta afinidade pela água e pela cutícula vegetal. Este produto garante máximo aproveitamento de nutrientes e defensivos nas pulverizações agrícolas, por meio das ações: espalhante, adesivo, surfactante, anti-deriva, penetrante e umectante, além de atuar como redutor de espuma. O adjuvante é ideal para aplicações de misturas entre agroquímicos e ainda indicado para todas as culturas.

De acordo com o gerente do departamento técnico de mercado da Ubyfol, João Alves Silva, além de minimizar perdas por deriva e ter uma boa espalhabilidade, a redução de espuma é primordial. “Hoje, em função dos inúmeros produtos que se colocam nas caldas de pulverização, a formação de espuma tem se tornado um grande problema. Então um adjuvante como o Disperse Ultra, que tem característica de reduzir ou impedir a formação de espuma, tem obtido uma boa aceitação no mercado”, detalha.

Outro destaque

Outro produto que estará à disposição dos visitantes no evento é o enraizador Potamol, fertilizante ideal para as primeiras etapas da lavoura, indicado para aplicações via sementes, toletes, manivas, tubérculos, mudas e para aplicações foliares no início do ciclo vegetal. Sua fórmula contém alta concentração de molibdato de potássio - fonte ideal de molibdênio, com rápida absorção e baixo índice salino. Dessa forma, Potamol viabiliza a incorporação de nitrogênio ao metabolismo vegetal nas fases iniciais de desenvolvimento, além de intensificar a formação de raízes.

Segundo o gerente, a adoção dessa classe de produtos está cada vez maior. “O estímulo do desenvolvimento do sistema radicular proporciona maior tolerância aos estresses que o ambiente pode proporcionar principalmente déficit hídrico”, completa.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei