Indústria

Quinta-feira, 04 de Julho de 2019, 19:27

Tamanho do texto A - A+

BOA NOTÍCIA

Inpasa confirma investimentos de R$ 5 bi em Mato Grosso e inaugura em 15 dias planta em Sinop

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Foto: Tchélo Figueiredo - SECOM/MT

Inpasa e Mauro Mendes

 

A unidade de produção de etanol de milho e sub-produtos de origem do cereal da Inpasa em Sinop entrará em funcionamento nos próximos 15 dias. O investimento na planta soma R$ 1 bilhão. O anuncio foi feito pelo diretor executivo da empresa Rafael Augusto Ranzolin na tarde desta quinta-feira, 04 de julho, durante coletiva no Palácio Paiaguás, sede do Governo de Mato Grosso, em Cuiabá. A empresa, de origem paraguaia, revelou ainda pretensão de investir no Estado cerca de R$ 5 bilhões em usinas de etanol, incluindo a unidade de Nova Mutum que deve entrar em operação em setembro de 2020.

As obras da multinacional Industria Paraguaya Alcoholes S.A. (Inpasa) em Sinop foram anunciadas em novembro de 2017 com o objetivo de ser a maior usina de etanol de milho do Brasil. A Inpasa é hoje a maior produtora de etanol de milho da América Latina. Sua matriz está localizada no município de Nueva Esperanza no estado de Canindeyú ao leste do Paraguai e iniciou suas operações em 2008 e hoje produz em torno de 12 milhões de litros de etanol por mês proveniente de milho e cana-de-açúcar.

Na época do anúncio da implantação da Inpasa no Estado, Rafael Ranzolin explicou, como o Mato Grosso Agro destacou na ocasião (clique aqui), que a escolha por Mato Grosso foi em decorrência do Estado ser um grande mercado de matéria-prima. De acordo com dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a projeção atual para a 2ª safra de milho é de 30,445 milhões de toneladas de milho.

Com o início da operação nos próximos 15 dias, a Inpasa em Sinop passa a gerar 280 empregos diretos e cerca de 1.500 empregos indiretos. A produção anual será de 460 milhões de litros de etanol por ano, moendo 1 milhão de tonelada de milho.

“É uma planta com altíssimo nível de tecnologia. Esse investimento está consolidado em Mato Grosso. Junto a isso estamos com o projeto de Nova Mutum, que é a Ethanol Bioenergia, todo adiantado. A Inpasa vem consolidar o compromisso com o Estado de Mato Grosso, em especial com os agricultores que fizeram um grande empenho em confiar na cadeia do etanol de milho, que se não é o maior, é um dos maiores marcos da industrialização”, disse Ranzolin.

O diretor executivo da Inpasa frisa que o etanol de milho é um biocombustível “extremamente sustentável”. “O momento do etanol de milho é agora. Essa pegada ecológica que está existindo à nível de mundo vai fazer com que consolide plenamente o etanol de milho. Estamos fazendo etanol para vender à nível de mundo”, pontou ao destacar a intensão da empresa em atingir não somente o mercado brasileiro, mas também o internacional.

A confirmação de investimentos da Inpasa em Mato Grosso vem em meio a uma turbulência ao qual o Estado vive nos últimos dias acerca da proposta do Governo de Mato Grosso de reforma tributária e revisão dos incentivos fiscais.

Hoje o Estado tem a menor alíquota de etanol do país, de 10,5% para as operações internas. Mesmo com a alteração prevista no projeto de reinstituição de incentivos fiscais, isso sobe para 12,5%, continuando entre as menores do país. Já nas operações interestaduais o valor é de 6%, podendo cair 0,5% com o aumento da produção”, declarou o governador Mauro Mendes.

Segundo Mauro Mendes, a confirmação da instalação de novos empreendimentos da Inpasa em Mato Grosso “mostra que o Estado continua sendo um local atrativo aos investimentos. Isso mostra que o Estado de Mato Grosso está começando a recuperar a sua credibilidade”.

Avalie esta matéria: Gostei +12 | Não gostei - 1

Preencha o formulário abaixo:

Leia mais sobre este assunto: