Indústria

Terça-feira, 09 de Outubro de 2018, 13:06

Tamanho do texto A - A+

2018 SUPERA 2017

Seca no mês de setembro reduz abate de gado em 13% em Mato Grosso

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Foto: Viviane Petroli/Mato Grosso Agro

Acrimat em Ação 2018

 

O volume de gado abatido em Mato Grosso no mês de setembro recuou 13,46% no comparativo com agosto. Segundo especialistas, a retração já era esperada diante as condições das pastagens no estado. Apesar de tal resultado, os abates em 2018 no acumulado de nove meses supera em 8,90% o total levado aos frigoríficos em 2017.

Os números são do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), divulgados pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) em seu Boletim Semanal da Bovinocultura.

Em setembro Mato Grosso abateu 466,8 mil cabeças de gado, volume este abaixo das 539,4 mil cabeças enviadas aos frigoríficos em agosto. Apesar de inferior ao mês anterior, é o terceiro maior volume abatido em 2018, ficando atrás apenas de julho quando 499,8 mil bovinos foram abatidos.

Conforme destaca o Imea em seu Boletim Semanal da Bovinocultura, além de abater mais animais em 2018, ou seja, 8,90% a mais que o ano passado, "Mato Grosso segue ampliando a participação dos bovinos com menos de 24 meses no abate total. Foram 148,86 mil animais a mais em 2018 (acumulado jan-set) em comparação a 2017, resultando na maior participação desta categoria no total abatido da história, de 15,20%. Diante disto, nota-se que o pecuarista pode estar caminhando na direção de reduzir a permanência do gado na fazenda, na busca por melhorar a rentabilidade da atividade".

No que diz respeito ao percentual de fêmeas abatidas no mês de setembro verificou-se um percentual de 35,2% dentre os animais abatidos, abaixo dos 39,6% de agosto. Na média do ano, 47,4% dos bovinos abatidos eram fêmeas.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei